Resenha: Anna Vestida de Sangue

by - junho 16, 2016


Número de Páginas: 252
Autora: Kendare Blake
Editora: Verus Editora
Idioma: Português

Sinopse: Skoob 
Avaliação: 
Livro cedido em parceria com o Grupo Editorial Record
Theseus Cassio Lowood, o Cas, é um adolescente nada comum. Ele caça espíritos e os mata usando o athame herdado de seu pai. Matar não é exatamente a palavra mais apropriada, porque eles já estão mortos. Os espíritos são enviados para um outro local, desconhecido até mesmo por ele, encerrando suas existências na Terra. Essa tarefa era desempenhada pelo pai até que ele foi brutalmente assassinado (e comido) por um espírito que desapareceu sem deixar muitas pistas.

Apenas algumas pessoas conhecem a verdade a respeito da vida de Cas e isso inclui sua mãe, que é uma bruxa. Ambos viajam pelo país atrás dos fantasmas, na companhia de Tybalt, o gato de sua mãe. Segundo Cas, gatos e crianças são capazes de ouvir e ver coisas que estão mortas, por isso Tybalt é de grande ajuda em seu trabalho, mesmo sendo hostil com ele.

Após o último espírito que matou, Cas se prepara para mudar de cidade em busca de uma poderosa fantasma conhecida como Anna Vestida de Sangue. Chegando lá, ele decide se aproximar da menina mais popular da escola, Carmel, em busca de informações sobre a história de Anna e onde encontrá-la.

A aproximação de Cas com Carmel irrita seu ex namorado, que junto com amigos decide armar para ele durante uma festa da escola. Eles o levam para a casa de Anna e o colocam lá dentro inconsciente. Eles não imaginavam, porém, que Anna iria de fato aparecer.

Anna está descendo sobre mim, vindo pela escada sem se apressar. Seus pés se arrastam horrivelmente, como se não conseguisse usá-los. Veias escuras, arroxeadas, cortam a pele branca pálida. Os cabelos são totalmente pretos e se movem pelo ar como se estivessem suspensos em água, serpenteando atrás e flutuando como juncos. É a única coisa nela que parece viva. 

Anna assassina brutalmente um deles, assim como fez com todas as pessoas que entraram na sua casa ao longo dos anos. Mas ela poupa a vida de Cas. Isso faz com que ele queira saber mais sobre sua história, o porquê dela ser tão forte e diferente dos outros fantasmas que ele enfrentou...criando uma ligação com ela de uma maneira que nunca havia acontecido com nenhum outro espírito antes. E Cas, acostumado a trabalhar sozinho, vai contar com a ajuda inesperada de pessoas que acabou de conhecer.
Eu fiquei bastante curiosa quando esse livro foi apresentador pela Editora Verus e depois fiquei com um pé atrás quando ouvi falar que ele era mais voltado para o romance e que seria adaptado para os cinemas pela Stephenie Meyer. Nada contra a autora, até gosto bastante de um dos livros dela, mas fiquei com receio que fosse algo estilo Crepúsculo, que não foi uma história que me agradou. Porém, ao longo da leitura, fui surpreendida positivamente.

A primeira coisa que gostei nesse livro foi o fato do protagonista ser um garoto. Quase todos livros jovens que eu li com uma temática mais de "fantasia" eram protagonizados por mulheres, principalmente quando havia um romance envolvido. Então foi bem bacana ter uma experiência diferente dessa vez. E eu gostei bastante da personalidade do Cas. Ele sabe qual seu papel no mundo, que é uma das únicas pessoas capazes de realizar essa tarefa e que é bom nela, mas sem ser arrogante ou se achar um super herói invencível.

Outra diferença desse livro para os demais é que a mãe dele sabia sobre o que ele fazia e estava até diretamente envolvida com o trabalho do filho, ajudando-o sempre que possível. Eu não sei se é o fato dos meus pais sempre terem sido muito super protetores, mas eu não consigo imaginar como eu conseguiria levar uma vida dupla salvando o mundo (ou qualquer coisa do tipo) quando eu era adolescente sem eles nunca notarem. Fora que as mentiras constantes que os personagens sempre têm que inventar para os pais/famílias acaba me angustiando durante a história. Então isso me agradou bastante.

Por ser voltado para um público mais jovem, o livro não chega a ser de terror (ufa!), apesar da temática sobrenatural. Achei que em alguns pontos a história poderia ter sido mais desenvolvida, mas no geral eu gostei bastante dela e fiquei bem presa à leitura. Gostei da narrativa da autora, me diverti bastante e cheguei até a dar umas risadas em algumas partes.

Eu ainda não decidi o que eu acho sobre a parte romântica do livro. Porém, como isso está longe de ser o foco da história, como eu achei que seria, não foi algo que tenha afetado muito a experiência geral que eu tive.

O final deixa um acontecimento meio em aberto para ser desenvolvido na continuação do livro, já publicado lá fora como "Girl of Nightmares". Espero que a editora traga em breve a continuação para o Brasil porque quero muito saber como a história vai se desenrolar e terminar! E também espero que tenhamos mais dos outros personagens porque alguns apresentaram um desenvolvimento bem interessante ao longo desse livro.
As páginas do livro são amarelas, gostei da diagramação e achei a capa muito linda, fiquei apaixonada por ela assim que vi 


Você também pode gostar de

0 comentários

Obrigada por comentar!