Dobradinha de Distopias

by - setembro 24, 2014



Coincidentemente (ou não), os dois últimos filmes que vi no cinema tratavam-se de distopias: O doador de memórias (The Giver) e Correr ou Morrer, dá série Maze Runner. Ambos os filmes são baseados em livros de mesmo nome e esse gênero literário está fazendo cada vez mais sucesso e é um dos meus preferidos no momento.

Na definição do dicionário, distopia é um lugar ou estado imaginado em que tudo é desagradável ou ruim, normalmente uma dimensão totalitária ou ambientalmente degradada, o oposto de utopia.

Eu sempre prefiro ler os livros antes de ver os filmes, mas dessa vez não consegui ler a tempo das estreias e também não aguentei esperar pra ver só depois que eu tivesse lido. Então vou contar um pouquinho de cada um e do que eu achei.


O doador de memórias



Título Original: The Giver
Duração: 97 min
Gênero: Ficção Científica / Drama
Diretor: Phillip Noyce
Elenco: Brenton ThwaitesJeff BridgesMeryl Streep
★★★☆☆


Esse filme se passa no futuro, em uma comunidade num mundo aparentemente ideal, onde não existem doenças, brigas, guerras nem qualquer tipo de sentimento ruim. Na verdade não existe qualquer tipo de sentimento. As pessoas parecem extremamente gentis umas com as outras e agem como se estivessem felizes o tempo todo, mas a impressão que fica é que elas são meio "robôs", todas se comportam da mesma maneira.

Nessa sociedade cada pessoa possui uma função, que é atribuída a ela quando atinge uma certa idade pelos Anciãos, grupo de maior autoridade. Também não é permitido mentir e algumas palavras, como "amor", não devem ser ditas. Todas as crianças são geradas pelas "mães biológicas" e entregues a dois adultos designados para serem marido e mulher, formando assim uma unidade familiar.  

O protagonista do filme é Jonas, que recebe a função de ser o próximo Recebedor de Memórias,  a única pessoa que guarda memórias sobre o passado do mundo. Ao Recebedor de Memórias é permitido mentir e ele não deve compartilhar com as outras pessoas essas memórias, apenas com seu sucessor. Quando Jonas começa seu treinamento, sua percepção das coisas, tanto visualmente como emocionalmente,  passa a mudar e ele começa e enxergar cores, num mundo anteriormente em preto e branco. Ele passa então a questionar esse mundo perfeito, mas acho que se eu contar a partir daqui vira spoiler, então vou me limitar ao que eu achei do filme hehe.

Essa distopia é mais ~filosófica~, não tem tanta ação quanto outros títulos famosos como Jogos Vorazes. Eu gostei bastante dessa diferença e da ideia do filme. Outro ponto que achei bastante positivo foi a retratação do mundo em preto e branco no começo do filme. Mas no geral, não gostei muito. Não achei que a ideia foi bem explorada, tudo aconteceu meio rápido e ficaram pontas soltas na história. Os personagens me desagradaram também, achei eles bem "mais ou menos", sem muita profundidade e não consegui gostar de verdade de nenhum. Talvez o livro tenha dado mais certo, mas não me empolguei muito pra ler depois do filme =/


Correr ou Morrer - Maze Runner


Título Original: The Maze Runner
Duração: 113 min
Gênero: Ficção Científica / Ação / Mistério
Diretor: Wes Ball
Elenco: Dylan O'BrienKaya ScodelarioWill Poulter 
★★★


O filme começa com Thomas, protagonista da história, acordando sozinho em um elevador todo escuro subindo para um lugar desconhecido. Quando o elevador chega em seu destino, Thomas é "recepcionado" por um grupo de garotos de idades variadas. Como não consegue lembrar seu nome, ou qualquer informação sobre seu passado, Thomas é chamado de "Novato" pelos outros garotos e não é tratado tão bem por alguns deles. Os garotos contam a Thomas que todo mês, um novo menino é mandado para lá, junto com alguns suprimentos, no elevador. 

Mais tarde, Thomas fica sabendo que nenhum deles possui memória sobre as suas vidas antes de estarem aprisionados naquele lugar, chamado por eles de Clareira, e tampouco sabem quem e porque fizeram isso com eles. A Clareira fica em um enorme labirinto, do qual os Corredores do grupo buscam a saída há anos, porém sem sucesso. Isso acontece porque de noite o labirinto se fecha, suas paredes mudam de lugar e aparecem criaturas terríveis, os Verdugos, que parecem umas aranhas gosmentas enormes (sempre tem que ser aranhas T_T). Ninguém nunca sobreviveu a uma noite no labirinto.

O grupo possui algumas regras e é dividido em uma espécie de hierarquia, com funções definidas e só é permitido aos Corredores entrar no labirinto. Porém, em um impulso para ajudar um dos garotos, Thomas acaba entrando e ficando preso no labirinto e lá dentro acaba fazendo uma coisa que nunca ninguém havia sido capaz de fazer.  Depois disso, uma menina é enviada para a Clareira, algo que nunca tinha acontecido e a partir daí tudo começa a mudar.

Esse filme também se passa no futuro, num mundo pós-apocalíptico, mas por ser ambientado quase que totalmente no labirinto, não ficamos sabendo muito sobre o que aconteceu/está acontecendo fora de lá. Acredito que isso será explicado melhor nos próximos filmes.

Eu gostei muito muito muito desse filme! Achei ele bem intenso e com a dose certa de mistério, fiquei bem apreensiva do começo ao fim. Também gostei dos personagens, achei eles bem mais carismáticos. Fiquei tão empolgada que quero ler os livros agora, porque não vou conseguir esperar pelos próximos. Meu único medo é que no final a explicação pra todo esse história intrigante que foi criada não seja convincente...maaas, mesmo assim tô louca pra começar a ler, espero não me decepcionar!

Você também pode gostar de

2 comentários

  1. Adorei as resenhas! *-* Eu gostei dos dois filmes, apesar do final do Doador de memórias ser bem escroto eu acho que fico com ele entre os dois >< Maze Runner é um filme de ação muito bom, bem ágil, fotografia e cenários muito fodas, mas eu acho que vai vir alguma historinha clichê no final! (obviamente eu não li os livros XD), mas vamos esperar!

    ResponderExcluir
  2. Esse é meu maior medo =/
    Fico muito triste quando estragam histórias muito boas no final, pra mim foi isso que aconteceu com Jogos Vorazes...maas, vamos torcer né hehe

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!